Boa tarde! Domingo, 22 de outubro de 2017

Fundo Dema FIX

Postado em 01/04/2014 as 23:01:50

Fundo Indígena do Xingu - FIX


O Fundo Indígena Xingu (FIX) surge como fruto da parceria entre a FASE/Fundo Dema, o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e o Instituto Humanitas (IH). Contando, ainda, com o apoio da Fundação Ford para a sua fundação, o FIX resulta do compromisso destas instituições com ações voltadas ao fortalecimento dos povos indígenas e das identidades étnicas, ao etnodesenvolvimento e à autogestão indígena na região entorno do rio Xingu, no Pará.


Objetivo geral

Promover os direitos indígenas na região da sua abrangência, apoiando iniciativas de associações e/ou grupos indígenas que se enquadram nas suas linhas prioritárias


Linhas Prioritárias

- Fortalecimento da identidade étnica;
- Fortalecimento das associações indígenas;
- Apoio às praticas produtivas sustentáveis.


Tipos de projetos que podem ser financiados

- Projetos Emergenciais: voltados para cursos, encontros, seminários, campanhas voltadas para a preservação de direitos indígenas. Para estes a execução destes projetos são disponibilizados 10% da verba de cada edital.

- Projetos Anuais: atividades produtivas e outras dentro das linhas prioritárias do FIX. Estes são projetos com teto de 10 Mil Reais, podendo ser aprovados até 10 projetos de acordo com a disponibilidade do edital.

- Projetos especiais: Teto máximo de até 25 Mil reais, com caráter de piloto e poder de replicação. Podem ser realizados Até quatro projetos por ano, de acordo com disponibilidade do edital.


Quem pode acessar?

Associações indígenas reconhecidas na microrregião de Altamira (PA), na área de afluência dos rios Xingu, Iriri e Bacajá, de acordo com os editais emitidos pelo Comitê Gestor do FIX.


Contexto de criação

Em 2009, o FIX é aprovado pela Fundação Ford, que destinou R$ 140.000,00 para o projeto, tornando possível mais um passo concreto na afirmação da identidade indígena na região.

A construção do FIX foi difícil, dadas as distâncias, o isolamento, e ainda, o tumultuado processo de implantação da hidrelétrica Belo Monte no Xingu, que continua ocasionado inúmeros problemas na região. Em outubro de 2001 foi realizado, em Altamira, no centro de formação Betânia, um encontro com as representações indígenas e o Fundo Dema, no qual foi debatido todo o conteúdo do FIX, momento em que foram aprofundadas e aprovadas as regras da composição e gestão do Fundo.

O Comitê Gestor específico FIX foi eleito em assembleia e mantém a ligação originária com Fase/Fundo Dema, a qual lhe garante a cobertura jurídica.

Clique aqui e veja a composição do Comitê Gestor FIX


Histórico de luta

A microrregião de Altamira é uma 'grande província multiétnica', cujo processo iniciado no século XVII é fortemente marcado pela expropriação territorial, genocídios e pela dominação cultural dos povos indígenas. O reconhecimento dos territórios indígenas é bastante recente, inicia-se a partir dos anos 1970 e guarda estreita correlação com o avanço da fronteira agropecuária e madeireira que impõe, além de um contingenciamento territorial sempre marcado por conflitos, pesadas perdas culturais, sociais e econômicas. Como resultado deste longo e conflituoso processo encontra-se hoje, nesta região, situações diferenciadas que de ponto de vista territorial podem ser assim classificados:

A. Povos indígenas aldeados (cerca de 8.500 pessoas, 13 etnias distribuídas em 18 terras indígenas)
B. Povos indígenas citadinos (cerca de 1.300 pessoas, 300 famílias, 17 etnias)
C. População indígena ribeirinha (5 etnias)
D. Povos indígenas isolados (Terra do Meio, rios Iriri, Curuá e Bacajá)



Clique na imagem para acessar a cartilha FIX na versão bilíngue


Rua Bernal do Couto, 1329, bairro: Umarizal, CEP: 66055-080 - Belém/PA
Tel.: (91) 4005-3751 / (91) 4005-3755| E-mail: fundodema@fase-pa.org.br
CNPJ: 33.700.956/0004-06